presentes

Mais sobre o Natal

Feliz Natal! É dia 26 mas esse post não está atrasado: Dia 26 ainda é Natal na Alemanha. É o segundo dia de natal, e as pessoas ainda dizem feliz natal no dia 26 (se elas não se encontraram já no dia 25).

Muitos posts já foram escritos sobre o Natal, mas sempre sobra algumas coisinhas extras. Esse post vai ser uma combinação de coisinhas variadas sobre o Natal que não cabem num post individual, e com referências a posts específicos antigos sobre outros temas.

Além do dia 26 também contar como dia de Natal, outra diferença no que diz respeito aos dias é que aqui as principais comemorações acontecem no dia 24. Tem a ceia de natal, claro, mas também é na noite do dia 24 que se troca os presentes. A meia-noite não tem grande significado – as pessoas não ficam esperando a meia noite para dizer feliz natal e se abraçar nem nada disso. E também não tem isso de fogos de artifício à meia noite – isso só acontece no ano novo, mesmo.

Assar um grande peru não é essencial, as ceias são bem variadas de família para família. A família do meu marido faz sempre fondue para a ceia de Natal.

IMG_5913

Uma palavra importante pra definir o Natal na Alemanha é: aconchegante. Um clima aconchegante dentro de casa é essencial. O item principal nessa questão é: iluminação. Lâmpadas brancas, por exemplo – que são comuns no Brasil em cozinhas e banheiros – aqui não se usa em casas quase nunca. Porque elas são frias e criam ambientes nada aconchegantes. Mas mesmo as lâmpadas amarelas, mais quentes, são apagadas quando se quer criar um ambiente aconchegante como durante a ceia de Natal. Em vez disso, acende-se abajures e velas pela sala de jantar. Iluminação indireta e velas são ideais para o tal ambiente aconchegante.

img_5940.jpg

IMG_5977.jpg

Até na árvore de Natal tem velas! Só tem que tomar cuidado para não colocá-las logo embaixo de um outro galho, mas são vários os enfeites de árvore de Natal onde coloca-se velas. Claro que só se acende as velas quando se está sentado em volta da árvore de Natal para abrir os presentes. A árvore, aliás, é sempre uma árvore de verdade, como já expliquei nesse post recente aqui.

Se você passar o Natal com uma família alemã, você vai perceber muito claramente uma característica típica dos alemães: tudo tem que planejar e organizar com horários marcados, mesmo que sejam coisas espontâneas com a família. Que horas a gente senta pra tomar um café da tarde, que horas a gente senta para a ceia, que horas a gente faz a troca de presentes, etc. Nesse ano ficou até uma discussão e pré-planejamento para ver como que as pessoas presentes iam sentar no sofá, quem em cada lugar, para trocar os presentes… rsrsrs!

Os alemães costumam passar o Natal em poucas pessoas, normalmente só a família mais direta – pais e filhos, sem tios, primos ou avós. É bem raro convidar alguém de fora da família para passar o Natal junto – namorados dos filhos por exemplo. Só nas relações que já duram há mais anos, onde o casal já mora junto há um tempo e já conhece toda a família do outro muito bem, é que o casal passa junto. E quando tem filhos logo começam a passar o Natal sozinhos o casal e os filhos em casa, indo encontrar a família de um ou dos dois só nos dias seguintes. Talvez por isso que aqui o Natal dure 3 dias em vez de dois? Aí dá pra passar o 24 só entre a família direta, dia 25 vai visitar a família de um e dia 26 a família do outro?

Ir à igreja no dia 24 ou 25 também não é incomum, para muitas famílias o Natal é a uma data do ano em que se vai à igreja.

Eu já escrevi um post sobre presentes que são comuns por aqui, mas vale a pena falar um pouco disso de novo também. Uma diferença do Brasil é que enquanto lá é muito comum dar roupa de presente, aqui isso é bem raro. Roupa é uma coisa que só se dá quando se conhece a pessoa muito bem. Tipo, uma alemã talvez desse alguma roupa para a irmã ou irmão, mas nunca para a sogra ou para tios. Por outro lado, um presente bem comum são vales. Vale para alguma loja grande – Amazon, Saturn, Globetrotter, por exemplo – ou vale ingresso de cinema, vale para uma sessão de fotos, vale para isso, vale praquilo. Ontem ouvimos no rádio que nesse ano os alemães gastaram um total de 3 bilhões de euros em vale-presentes para o Natal. E foi o presente mais comum.

Também muito importante nos Natais alemães são as bolachinhas de Natal. Já fiz um post sobre elas com algumas receitas, mas aqui nessa época é muito comum assar várias bolachinhas.

E as decorações também são importantes, embora muito diferente das decorações natalinas brasileiras. Aqui luzinhas são menos comuns que no Brasil, normalmente coloca-se luzinhas na árvore de Natal, mas não nas janelas ou sacadas como é comum no Brasil. Aqui são muito comuns algumas decorações de mesa, principalmente de madeira. Por exemplo:

IMG_5893

E presépios são uma decoração também muito presente, mesmo em famílias não particularmente religiosas.

Um dos primeiros posts sobre Natal que escrevi para o blog foi sobre decorações natalinas típicas daqui, que eu sempre achei muito bonitas e elegantes.

IMG_5912

IMG_5943

Mandar cartões de Natal e expor os cartões recebidos como decoração na sala também é bem comum por aqui. Tanto famílias quanto empresas costumam enviar cartões de natal para os conhecidos.

Acho que é isso!

Fröhliche Weihnachten!


(Publicado em 26 de Dezembro de 2017)

Anúncios

Lembranças do Brasil para a Alemanha

Às vezes eu dou uma olhada nos termos de busca que trazem pessoas ao blog, para ter uma ideia de que temas interessam às pessoas. Um que volta e meia aparece, e que eu nunca abordei é esse: o que dar de presente para um alemão. Na verdade eu falei um pouco sobre isso, sim, nesse post. Mas foi uma coisa mais geral sobre presentes para alemães, e o que eu tenho percebido pelos termos de busca é que as pessoas querem saber, na verdade, o que dar de lembrança do Brasil para um alemão. Possivelmente pq virão para cá visitar alguém e querem saber o que trazer de presentinho, algo assim.

Daí esse post.

Minha primeira descoberta nesse sentido é de que é arriscado trazer vários doces brasileiros. A gente sempre pensa em dar doces, já que temos maravilhosos doces típicos no Brasil, mas quase sempre quando eu ou trago doces do Brasil ou faço algum doce típico brasileiro para os alemães, quase sempre eles acham muito doce. O último bolo de cenoura que eu fiz para os colegas do escritório eu coloquei um QUARTO da quantidade de açúcar indicada na receita, e mesmo assim eles acharam muito doce (porque a cobertura era com leite condensado). Eles disseram que gostaram, mas a verdade é que meu bolo durou bem mais do que o outro bolo que minha colega tinha feito para a mesma ocasião. Droga. No geral a reação é positiva mas sem entusiasmo. Um “Hmm, gostoso, gostei, sim!”, que não chega nem perto de um “NOSSA, QUE DELÍCIA!! Me ensina como faz, é bom demais!!!”.

Paçoquinha é um doce que parece funcionar. Eu ganhei recentemente 3 enormes caixas com 50 paçoquinhas cada. Deixei uma no escritório e outra dei pro meu marido levar pro escritório dele. As pessoas pareceram gostar das paçocas. Inicialmente olharam com hesitação, perguntaram se tinha que colocar em água ou como que comia… mas depois de experimentada, a caixa esvaziou bem rápido. Apesar de que dois dias depois uma colega saiu de férias e durante os dias em que ela não veio a caixa demorou bem mais para esvaziar. Então pode ser que ela que tenha comido todas as paçoquinhas e o resto dos colegas na verdade nem gostou tanto.

2017-06-21-13-03-45.jpg

Eu ainda acho que alguns doces, mesmo que eles não gostem muito, ainda vale a pena trazer de presentinho pq são bem típicos. Tipo um pote de um doce de leite bem legal, daqueles que você compra em Minas, sei lá. Acho que é um presente que seria apreciado mesmo que demore muito para ser totalmente comido.

No ano passado no meu aniversário eu fiz, também para os colegas do escritório, brigadeiros, cajuzinhos e beijinhos. Os brigadeiros eu levei quase metade de volta pra casa, os cajuzinhos sumiram rápido mas foi porque eu comi quase todos, mas os beijinhos pareceram apetecer ao gosto germânico com sucesso. Acho que foi a preferência unânime entre os colegas. Talvez o côco compense um pouco o excesso de açúcar? Não sei.

Mas é isso, doce é legal mas é arriscado.

Uma nota importante sobre importar comidas: há regras e proibição de importação de certos alimentos e produtos, especialmente produtos de origem animal. Eu não vou me aventurar a listar aqui as regras pq essas coisas mudam e se eu colocar alguma coisa aqui, certamente muitas pessoas vão usar essa informação como verdade absoluta sem checar as regras reais nas fontes confiáveis. Então fica apenas aqui o link para o site da alfândega alemã na página sobre regras referentes a importação de alimentos (em inglês). Veja lá se o que você está trazendo é permitido trazer, e se precisa ser declarado. E pelamordedeus nunca procure informações desse gênero em blogs pessoais, procure sempre na fonte original da informação, ou seja, no site da alfândega. 

Saindo um pouco das comidas, uma coisa que talvez seja legal seja umas canecas com motivos típicos. Por exemplo, eu ganhei esses dias de umas amigas brasileiras umas canecas com imagens de araras e tucanos. Super bonitinhas, acho que (além de terem sido um ótimo presente para mim) seriam também uma ótima lembrancinha do Brasil para alemães. Aqui eles tomam muito tanto café quanto chá e todos têm várias canecas diferentes em suas casas.

Uma outra idéia que pode funcionar bem é um espremedor de limão. A gente trouxe um para a minha sogra, da última vez que estivemos no Brasil, e ela gostou tanto que quando minha mãe veio visitar no mês passado, pediu para ela trazer mais dois, para ela dar de presente para outras pessoas! O que é curioso, pq eu já vi espremedor de limão aqui pra vender… mas são raros e a verdade é que quase ninguém conhece. Então sei lá, um espremedor de limão com alguns limões verdes e uma “receita” de caipirinha poderia ser uma boa idéia. E uma garrafa de cachaça.

Pode ser legal também, talvez, um CD com músicas brasileiras. Mas não um CD do Netinho, sei lá. Um CD com umas músicas MPB clássicas, ou músicas instrumentais bossa nova, uma coisa simpática pra colocar de fundo musical no jantar com a família, algo assim. Claro, se a pessoa que você for presentear for uma pessoa jovem, pode ser meio arriscado dar um CD, hoje em dia as pessoas nem tem mais aparelhos que tocam CD. Mas pessoas mais velhas (sei lá, 45 anos pra cima?) que não estão muito por dentro dos Spotifys e Youtubes e Apple Musics da vida ainda adoram dar CD. A gente ganhou 3 CDs de presente de casamento de amigos dos meus sogros que não foram convidados pro casamento mas queriam mandar uma lembrancinha. ¯\_(ツ)_/¯ E o meu sogro sempre bota CD na lista de presente de Natal dele… então pronto, acho que um CD com umas músicas simpáticas típicas pode cair bem com algum presenteado mais velho.

Ok, aqui termina a minha criatividade em presentes-genéricos-do-Brasil-para-pessoas alemãs-aleatórias. Se você que está lendo esse ilustre post tiver mais alguma ideia brilhante, ajude a completar essa lista nos comentários!


(Publicado em 27 de Junho de 2017)

Com o que presentear alemães

Hoje, véspera de Natal, fiquei aqui pensando sobre o que poderia escrever. Ano passado já fiz vários longos e detalhados posts sobre os costumes natalinos alemães. Falei sobre as decorações de Natal, sobre as comidas típicas da época de Natal, sobre outros detalhes referentes à celebração do Natal, sobre os mercados de Natal e sobre os adventos e calendários de adventos. Basicamente não sobrou nada para escrever esse ano. Mas aí, inspirada pelos termos de busca que levaram, esse mês, ao meu blog, pensei em escrever um post sobre presentes para alemães. Parece que ultimamente muita gente tem entrado aqui ao procurar no google coisas como “o que dar de presente para alemães” e termos similares.

Então pronto, aí vai. Se você tiver um amigo alemão no Brasil, ou estiver na Alemanha e for passar o Natal com a família de algum amigo, quais presentes são acertos seguros na Alemanha?

Claro que isso é difícil de dizer e, como qualquer outro grupo, os alemães têm gostos variados e individuais. Mas em algumas coisas, os alemães são quase unânimes. Por exemplo, viajar. Todo o alemão que eu conheço bem, mal ou só de longe ama viajar. E não é assim, viajar pra praia. Eles viajam pra tuuuudo quanto é lugar. Basicamente não existem alemães que nunca saíram da Europa. Perguntando para um alemão escolhido aleatoriamente na rua, ele provavelmente já terá viajado pra Tailândia, ou para Singapura, ou de repente para a Uganda. E em qualquer lugar do mundo em que você esteja, por mais remoto que seja, você pode ter certeza que encontrará um grupo de alemães de variadas idades com seus mochilões, calças que viram shorts e casacos de chuva. Então qualquer presente relacionado a viagens é um acerto quase 100% seguro (mas não dê calças que viram shorts ou casacos de chuva, isso todos eles já têm). Guias de viagem para algum lugar que você acha que o seu amigo queira ir, ou bobeiras úteis em viagens, coisas assim. Em várias livrarias vende um mapa múndi que você raspa os países que já visitou (que nem raspadinha) que eu duvido que algum alemão não fosse gostar de ganhar.

Chama Scratch map

Outra coisa que 99,99% dos alemães gostam são esportes ao ar livre do tipo caminhada, trilha, acampar, tal. Coisas relacionadas a esse tipo de atividade também são certos acertos. Nas livrarias daqui normalmente as seções de livros de viagem têm uma parte só de guias de trilhas e percursos de caminhadas ou viagens de bicicleta, etc. Duvido que seu alemão não goste de um presente desses, independente da idade.

Um presente genérico que é sempre uma opção válida são vinhos. Os alemães apreciam bons vinhos ou outras bebidas alcoólicas especiais. Trazer uma cachaça do Brasil, por exemplo, pode ser uma boa idéia.

Talvez coisas relacionadas ao Natal sejam uma opção boa como presente de Natal, digamos enfeites, velas de advento ou calendários de advento (mas esses dois últimos têm que ser dados no começo de Dezembro, não no Natal!). Mas provavelmente qualquer coisa que você encontre à venda em um mercado de Natal alemão pode dar um bom presente.

IMG_3626

Flores são uma alternativa típica de presente, mas não presente de Natal. Seria bem estranho ganhar flores de Natal. Mas, de aniversário com um vinho, por exemplo, ou coisa assim, pode ser legal.

Alguma coisa típica do Brasil é certamente uma boa opção também. Talvez um livro, uma comida típica, uma bebida típica, ou qualquer coisa assim, os alemães adoram alguma coisinha “exótica”…

Se você estiver no Brasil e quiser presentear um alemão visitante, talvez uma boa opção seja algo que ele lembre ou sinta falta de seu país. A primeira coisa que os alemães costumam mencionar se você perguntar do que eles mais sentem falta da Alemanha, é pão. Aqui tem mil tipos de pães diferentes, a maioria pretos, que realmente não são comuns no Brasil. Esse certamente seria um presente que eles apreciariam receber se estiverem passando um tempo fora da Alemanha, e você pode procurar alguma receita de algum pão diferentão e fazer você mesmo!

Bom, é isso que eu consigo pensar para presentear um alemão regular. O post certamente veio meio tarde para ajudar as pessoas que andaram visitando o blog a procura de dicas durante Dezembro, mas bom, taí pro ano que vem! Feliz Natal! =)


(Publicado em 24 de Dezembro de 2014)