Colônia

Finalmente mais um post com dicas de viagem! Dessa vez, Colônia!

Com pouco mais de um milhão de habitantes, Colônia é a quarta maior cidade da Alemanha, e nela está localizada o ponto turístico mais visitado da Alemanha: a catedral de Colônia.

IMG_5806

IMG_3786

A catedral, construída ao longo de 600 anos, é uma das mais altas catedrais do mundo. O estilo gótico alemão e as grandes dimensões contribuem para que a catedral seja um símbolo muito forte da identidade da cidade. Localizada às margens do Reno, a catedral é pronto de referência visível de vários pontos da cidade e de cidades vizinhas. Um motivo importante para as 6 milhões de visitas anuais que a catedral recebe é o fato de os três reis magos terem sido sepultados na mesma. Sim, isso mesmo. Os três reis magos, que seguiram a estrela até Jesus, etc etc, de acordo com o que nos dizem, estão oficialmente sepultados e enterrados sob o piso da Catedral. Essa ilustre presença é o motivo de o brasão da cidade conter três coroas.

DEU_Koeln_COA

A construção da catedral foi iniciada em 1248 e concluída apenas em 1880, e a idade avançada da mesma é outro motivo para sua existência como o maior símbolo de colônia. Basicamente, desde que a cidade e seus habitantes se lembram da existência da cidade, a catedral estava lá. Também importante para reforçar esse símbolo é o fato de a catedral não ter sido destruída durante a segunda guerra, como foi a maioria dos importantes edifícios da Alemanha. Na verdade, é bem impressionante olhar uma foto de Colônia em 1945. Basicamente a única construção que permaneceu de pé foi a catedral. De acordo com mitos populares correntes entre os habitantes de Colônia, o dia em que a Catedral for destruída, o mundo acaba.

Gordon Ross

Gordon Ross

Interior da Catedral de Colônia, iluminado pelo vitral colorido de Gerhard Richter.

Interior da Catedral de Colônia, iluminado pelo vitral colorido de Gerhard Richter.

Mas Colônia não é só a catedral. Na verdade, a cidade já existia muito tempo antes do início da construção da famosa catedral. De acordo com dados oficiais, colônia foi fundada em 38 A.C., isso mesmo, antes de Cristo. E seu nome indica alguma coisa sobre sua origem: Colônia foi fundada pelos romanos, seu nome original era “Colônia Claudia Ara Agrippinensium”. A cidade era um importante ponto de conexão entre Roma e os então reinos na Europa oriental, como a Bavária.

Mas vamos aos pontos turísticos.

Quando ir, quanto tempo ficar, e como se mover por lá.

Todos os pontos importantes de Colônia para um turista tipico estão no centro, dá para ir fácil a pé. Para facilitar a vida, a estação central de Colônia fica exatamente do lado da Catedral, melhor localização impossível. De maneira que, mesmo que vc tenha apenas um único dia para visitar a cidade, dá pra ver bastante. Aliás, mesmo que você tenha, sei lá, duas horas de escala na estação entre um trem e outro (mentira, porque 2 horas de escala entre trens não existe, mas em teoria), basta sair da estação e olhar a catedral e já dá pra disfarçar que visitou Colônia. Mas legal mesmo é ficar pelo menos uns 3 dias. Além disso, nas redondezas tem várias outras cidades visitáveis (Aachen, Duisburg, Essen, Dortmund, Düsseldorf, Wuppertal, Bonn…) em bate-voltas, de maneira que Colônia pode servir de base para conhecer a região.

IMG_3808

A estação central de Colônia, realmente central.

Portanto, se você estiver em um hotel no centro, eu diria que nem será necessário pegar o transporte público. Mas, se for o caso, as opções são: o bilhete unitário, por 2,40€, um bilhete diário para uma pessoa, por 6,60€, um bilhete diário para até 5 pessoas, por 9,30€, ou o bilhete semanal, por 16,90€.

Mas uma questão importante quando falamos de Colônia é quando ir. Primeiro uma recomendação que vale geral para todas as cidades da Alemanha: evite o inverno. Não é tanto pelo frio ou neve, que são atrações em si, mas no inverno escurece super cedo e o tempo é muito ruim. Poucos dias de sol, e mesmo quando está sol, o dia é bem mais escuro que nas outras estações do ano. Além disso, com as árvores secas sem folhas e o tempo nublado, é a pior época para fotografar. As cidades ficam bem mais feias no inverno, e Colônia, no caso, é uma cidade bem cinza. No inverno, sem folhas nas árvores, Colônia pode ficar bem feinha. Além de ser uma cidade em que chove bastante, e neva pouco. Então, realmente, o inverno não é a melhor estação para visitar Colônia. Se der, vá no verão, primavera ou outono.

Em cima, Colônia no verão.  Embaixo, Colônia no inverno.  Tem certeza que quer vir no inverno?

Em cima, Colônia no verão.
Embaixo, Colônia no inverno.
Tem certeza que quer vir no inverno?

Se não der, tem duas opções para o inverno que são bem legais: a primeira, claro, o Natal. Natal na Alemanha é uma coisa fofa e estereotípica. Ao lado da Catedral, um famoso mercado de Natal oferece diversas bombeiras simpáticas e comidas típicas. Ano passado, não sei se era uma coisa particular ou se será repetida nos próximos anos, tinha também um mercado de natal gay. Não tenho ideia do que era gay no mercado, não deu tempo de visitar, mas Colônia é a cidade gay da Alemanha, digamos assim, e o mercado era uma atração particular.

O mercado de Natal ao lado da catedral.

O mercado de Natal ao lado da catedral.

Mas não conte com neve. Colônia não é uma cidade particularmente fria, em comparação com o resto da Alemanha, e não neva muito por lá. Além do que a época do Natal raramente é fria o suficiente pra neve, normalmente o frio mais pesado vem em Janeiro e Fevereiro.

E mais importante ainda que o Natal ou qualquer outra data em Colônia: o carnaval. Colônia é a cidade do carnaval, na Alemanha. Você, que é brasileiro, deve estar pensando, e pq eu iria pra Alemanha ver carnaval, isso é típico do Brasil, etcetc. Com certeza o Carnaval de Colônia é completamente diferente do brasileiro. Mas é o carnaval “original”, digamos assim, é uma festa mais similar às celebrações que originaram o Carnaval: aquela coisa de debochar do governo e da igreja. Falar sobre o carnaval dá um post inteiro, que eu pretendo escrever durante o próximo carnaval, então não quero me estender demais por aqui. Mas o importante é mencionar que a festa de carnaval de colônia é famosíssima é super tradicional, e certamente algo que vale a pena conhecer se as datas baterem com a sua viagem.

Museus

Tem três importantes museus na cidade, que eu recomendo, em todos dá para chegar andando da catedral.

IMG_3274

Römisch-Germanisches Museum, ao lado da catedral

O primeiro é o Römisch-Germanisches Museum. Localizado bem ao lado da catedral, esse museu mostra a história romana da cidade. Ele foi construído sobre um enorme mosaico romano que mostra uma cena do mundo de Dionísio, e pode ser visto pelas janelas do lado de fora, é provavelmente a principal atração do museu.

A entrada custa 6€, e o museu fica aberto das 10h às 17h exceto segundas feiras. E de terças, até às 22h.

IMG_3804

Museum Ludwig, também ao lado da catedral

Logo ao lado do Römisches-Germanisches Museum fica o Museum Ludwig. O acervo é de arte moderna, incluindo obras de Pop Art, Surrealismo, é uma das maiores coleções de Picasso da Europa. As exposições temporárias incluem frequentemente também exposições de fotografia. A entrada custa 11€ e o museu fica aberto das 10h às 18h, de terça até às 22h, é fechado às segundas.

Museum Ludwig

Museum Ludwig na frente, e Römisch-Germanisches Museum atrás, com a catedral ao lado

IMG_3379

Kolumba Museum

Finalmente, recomendo ainda o Kolumba Museum, não muito longe dos outros dois. O Kolumba é um museu bem antigo, fundado em 1853, mas hoje está localizado em um edifício recentemente construído e bem importante para a arquitetura contemporânea. Do arquiteto suíço Peter Zumthor, que ganhou o Pritzker de 2009, o edifício engloba uma capela construída pelo arquiteto alemão Gottfried Böhm, também laureado do Prtizker. No caso “engloba” é isso mesmo: parte da fachada do museu é a fachada da capela. É uma combinação bem interessante. A maior sala do museu mostra as ruínas da antiga igreja que existia no local e que foi destruída durante a guerra. O salão é iluminado pelos vãos entre os tijolos, assentados de maneira particular na fachada. O resultado é uma situação de iluminação bem impressionante.

IMG_7310

O acervo do museu é de arte geral, incluindo medieval e contemporânea. O preço da entrada é de 5€ (entrada gratuita para menores de 18 anos), e fica aberto todos os dias exceto terças, do meio dia até às 17h.

Onde subir

Como de costume, recomendo alguns lugares para ver a cidade de cima. Em Colônia tem poucos, até onde eu sei. O mais óbvio é a torre da catedral.

Claro que subir na torre da catedral é sempre legal, ver de perto detalhes da construção e tal. Só que a vista, mesmo, lá de cima, é bem ruim. Não tem um bom local para fotografar, você tem que tentar encaixar a lente da câmera nos vãos das decorações da parede, e, claro, nenhuma foto vai incluir a própria catedral. Difícil tirar uma foto decente de lá. O bilhete para a subida custa 3€.

O lugar legal mesmo de subir é um prédio chamado KölnTriangle que fica bem perto da catedral, atravessando o rio. (É o único prédio alto ali do lado, não tem como errar.)

Do deck de observação dá para ter uma ótima vista da cidade, com a catedral incluída, claro. O chato é que tem uma parede de vidro em volta do deck, então as fotos ficam sempre por trás do vidro. Mas é a melhor opção, e a subida também custa apenas 3€.

Vista do KölnTriangle

Vista do KölnTriangle

Outras atrações turísticas importantes

A ponte logo ao lado da catedral, chamada Hohenzollern é um must de cruzar a pé. A ponte metálica foi construída entre 1907 e 1911, mas, como a maioria das pontes importantes de grandes cidades, foi destruída propositadamente durante a guerra para evitar o avanço das tropas aliadas. Reconstruída em 1948, a ponte é hoje uma atração turística por si só. Pela travessia de pedestres do lado sul, as vistas para o Reno e para a Catedral são belíssimas. E o guarda corpo que separa o passeio dos trilhos de trem (é uma ponte para trem, não para carros) é absolutamente re-ple-to de cadeados de amor (Em pontes européias é super comum casais (de turistas, principalmente) colocarem cadeados com seus nomes e datas de casamento/aniversário de namoro gravados, para assegurar o amor eterno, sei lá o quê). Mas o fato é que a prática é tão tão comum que volta e meia se discute se o peso dos cadeados, estimado em 15 toneladas e 40.000 cadeados, pode causar problemas na estrutura (a resposta é não. As 15 toneladas, segundo a Deutsch Bahn (companhia de trens alemã, responsável pela ponte), fazem tanta diferença na estrutura da ponte quanto um cocô de mosca.)

As coisas coloridas brilhantes são os cadeados.

As coisas coloridas brilhantes são os cadeados.

15 toneladas de amor eterno

15 toneladas de amor eterno

Mas mesmo sem a adrenalina do risco de um colapso resultante de excesso de cadeados de amor, vale a travessia a pé pelas belas vistas, tanto no lado Sul quanto no lado Norte (bem menos visitado).

Outro passeio a pé que vale a pena fazer é descer a partir da catedral ao longo do rio, na direção sul. É um belo calçadão ao longo do rio com vários edifícios recém-inaugurados, dando um ar de cidade moderna.

IMG_3897

E, finalmente, falando de Colônia não podemos deixar de mencionar a cerveja da cidade, a Kölsch. Pra quem gosta de cerveja, uma viagem pela Alemanha é particularmente especial não apenas, claro, pela conhecida qualidade e tradição das cervejas alemãs, mas também porque cada região na Alemanha tem sua própria cerveja, com seu próprio copo e maneira particular de ser servida. A Kölsch, de Colônia, é tradicionalmente servida nessa bandeja redonda (se você for em um grupo grande a uma cervejaria), e vem nesse copo comprido e fino.

Tim 'Avatar' Bartel - Wikipedia

Tim ‘Avatar’ Bartel – Wikipedia

Trexer - Wikipedia

Trexer – Wikipedia

Uma regra básica para as cervejarias de Colônia é: a cerveja vai sendo sempre reposta. Quer dizer, se você terminou o copo, eles trazem mais um sem você pedir. Quando estiver satisfeito, coloque o descanso do copo sobre o mesmo, tampando-o. É o sinal de que você não quer beber mais, meio que nem nossos rodízios!

É isso!

Para terminar, mais algumas fotos bonitas de Colônia:

IMG_3261

A Catedral e o Museum Ludwig

IMG_3319

No interior da catedral

IMG_3417IMG_3442 IMG_3768 IMG_4016

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s