Berlim

Dar dicas de viagem é sempre um pouco complicado. Cada um tem suas próprias prioridades e preferências quando visita uma cidade e é impossível dar dicas neutras. Para quem não me conhece, aviso que sou arquiteta, e isso influenciará bastante as dicas de visitas que me ocorrerão. Mas vamos lá. Algumas coisas valerão para todos.

Transporte

A primeira dica que você tem que saber quando visitar Berlim, ou, aliás, praticamente qualquer cidade européia, é: Compre passes de 1/3/5 ou 7 dias para o transporte público (dependendo, claro, do que for oferecido e de quantos dias você for ficar.) Um turista em Berlim terá as opções de passe de 1 dia ou de uma semana, com as opções de zonas A e B, ou A, B e C. Escolhe a opção mais simples, AB, porque C é só realmente as cidadezinhas em volta e área mais periférica de Berlim, você não vai usar. Um passe unitário, que dura, se não me engano, 1 hora (Tageskarte), custa 2,40€. O passe diário, que vale do momento em que você o validar até as 3 da manhã do dia seguinte, e custa 6,50€. Então se você pegar metrô/ônibus 3 vezes no dia, já vale a pena o passe diário. Passeando pela cidade, que não é nada pequena, você certamente vai pegar metrôs e ônibus 3 ou mais vezes por dia. E se você for ficar 5 dias ou mais, sai mais em conta comprar o passe de 1 semana (7-Tage-Karte), que custa 28,0€. O passe vale das 00:00 do dia em que você validar, até às 23:59 do 7˚ dia. Você pode comprar esses bilhetes nas máquinas de bilhetes disponíveis em qualquer estação de metrô ou trem e algumas estações de ônibus (dá para colocar em inglês). Como opção de transporte público, em Berlim, tem os ônibus, os trams (na área oriental da cidade), o U-Bahn, que é o metrô, e o S-Bahn, que seria algo como a CPTM, ou trens metropolitanos. Todos esses estão inclusos nos bilhetes mencionados. Aí vai o mapa dos trens e metrôs de Berlim:

http://www.s-bahn-berlin.de/pdf/VBB-Liniennetz.pdf

Museus

A segunda coisa a se prestar atenção é o passe dos museus. Museus em Berlim, e na europa inteira, por sinal, são super caros. Em Berlim, os museus terão entradas variando de 5€ a 10€. E você pode comprar em praticamente qualquer museu um passe de museus que te dá acesso à maioria dos museus, certamente os mais importantes. O passe é válido por 3 dias e custa 24€.

O que significa que, se vc for em três museus, comprar o passe já vale a pena. Eu total recomendo, até pq os dois museus que eu sugiro para qualquer um visitar são bem caros (10€ cada). São estes:

Museum für Naturkunde (Museu de História Natural) – Exposições super bem organizadas e super dinâmicas. Ótimo para levar crianças. E ir sem crianças também. E a parte mais legal é a primeira coisa que você verá ao entrar no museu: a maior ossada de dinossauro montada em forma de dinossauro do mundo!

IMG_1100

Achei super impressionante.

O outro museu que eu recomendo é o

Pergamon Museum – É basicamente um museu de arquitetura antiga. Eles expõe elementos arquitetônicos antigos da Babilônia, Egito, Grécia, Roma e Mesopotâmia, montados de maneira similar à original. Partes de templos inteiros estão expostos. É muito legal, ainda que seu interesse por arquitetura, história ou arte seja nulo.

IMG_0987

Outros museus interessantes são:

O Neues Museum, onde está exposto um famoso busto da Nefertiti de 3400 anos de idade:

O Jüdisches Museum, ou Museu Judaico, com exposições não só sobre o holocausto (fortíssimas) mas tb explicações dinâmicas e interessantes sobre as diferenças e semelhanças entre o cristianismo, o judaismo e o islamismo, dentro do edifício do arquiteto Daniel Libeskind . Vale a pena.

IMG_6186

E, finalmente, a Neue Nationalgalerie. Obra-prima do Mies van der Rohe e um dos mais belos exemplos de arquitetura moderna, a Neue Nationalgalerie conta com um acervo de arte moderna e contemporânea que vale a pena visitar.

IMG_1266

Lugares pra subir

Eu não sei o que vocês fazem ao visitar uma cidade. A gente chega e já começa a procurar lugares para subir e ver a cidade de cima. Deve ser coisa de arquiteto. Ou vai ver que fomos canários na vida anterior. Seja como for, Berlim oferece uma série de opções para quem gosta de uma vista de cima.

A primeira opção é a cúpula do Reichstag, onde você tem que subir querendo ou não a vista de cima. Reichstag é o edifício do parlamento alemão, do final do século XIX. O prédio passou por um incêndio em 1933, logo depois que o partido nazista entrou no poder, o que serviu de pretexto para que o mesmo desse um golpe de estado e instaurasse a ditadura. O edifício só foi restaurado após a guerra, entre 61 e 64, mas até a reunificação do país quase não foi usado. Após a reunificação e o retorno da capital para Berlim, o Reichstag passou por nova reforma, sob o projeto do arquiteto inglês Norman Foster, que projetou a cúpula de vidro hoje aberta para visita.

Para visitar a cúpula, é necessário marcar horário com antecedência pela internet, ou no local.

Pela internet, o site é esse: http://www.bundestag.de/htdocs_e/visits/kupp.html

IMG_5040

Rampas que dão acesso ao topo da cúpula do Reichstag. Não deixe de visitar!

É possível subir também num dos três edifícios mais altos da Potsdamer Platz, o de tijolinhos, chamado Potsdamer Platz 1. Pagando uma taxa de algo como 5€, você tem acesso ao terraço sobre o edifício, com uma bela vista para a Potsdamer Platz e  o Tiergarten (o parque gigante no meio de Berlim).

A torre da TV, símbolo de Berlim oriental, também é visitável, por doídos 10€. Nunca subi, mas me dizem que o vidro lá em cima já está todo riscado e fica difícil tirar boas fotos.

Também na Alexander Platz, o hotel Park Inn – o mais alto prédio da área – oferece a possibilidade de visitação ao terraço no topo do prédio.

Lá por perto, na Catedral de Berlim (Berliner Dom), também é possível subir na cúpula, por, se não me engano, 3€

IMG_0522

Vista do edifício Potsdamer Platz 1 em direção à Alexanderplatz. Na esquerda, com a cúpula verde, a catedral. Na direita, a torre da TV. No meio, o prédio alto é o Park Inn.

Mas o lugar mesmo mais legal para subir é um balão estacionário que fica ao lado da “Topografia do Terror” (um museu gratuito sobre a segunda guerra). O que seria um balão estacionário? É basicamente um balão que fica preso no chão por um cabo, e portanto ele só sobe e desce. Custa 19€ para subir, e o passeio dura, se não me engano, 20min. A vista é incrível somada à experiência única de voar de balão! Recomendo mil vezes.

IMG_0806

Vista do balão em direção à Potsdamer Platz. No centro, o prédio alto marrom é o Potsdamer Platz 1, também subível.

Pontos turísticos importantes para visitar

Não deixe de visitar..

1 – A Potsdamer Platz: A área foi destruída na segunda guerra, e, por estar bem na divisa das duas Berlins, acabou ficando abandonada por muito tempo, até a reunificação das Alemanha. Desde então, foi palco de super importantes projetos de revitalização. Basicamente é uma área super moderna da cidade, com shopping centers, cinemas, lojas, de tudo.

IMG_5974

2 – O Reichstag: Já falei dele lá em cima

IMG_9997

3 – O Portão de Brandenburgo: Provavelmente o símbolo mais conhecido de Berlim, foi uma das antigas portas da cidade, posteriormente reconstruido como um arco monumental neoclássico.

IMG_9893

4 – O monumento aos judeus mortos na Europa – uma área ocupada por 2.711 blocos de concreto de diferentes alturas, lembrando um cemitério.

IMG_9916

4 – East-side Gallery – O maior trecho remanescente do muro de Berlim é especial pelas diferentes obras artísticas pintadas ao longo do muro logo após a reunificação, simbolizando a liberdade.

IMG_6678

5 – Alexanderplatz – Centro de Berlim oriental, essa enorme praça é onde você encontra a torre da TV, o símbolo de Berlim oriental.

IMG_9825

Enfim.

No final acabou ficando mais geral, mesmo. Se eu for fazer um guia mais voltado para arquitetos, vou passar mais uns 5 meses escrevendo até terminar! Mas tudo bem, Google existe pra essas coisas!

O que vc precisa mesmo saber é que Berlim é muuuuuuuuuuuito legal e vale muito a pena uma visita generosa!

Anúncios

9 comentários

  1. Que útil isso! Tem informações mto sagazes, hehe… mas qdo eu for pra Berlim, vou ter uma guia, né né?? Não sabia q vc tinha voado de balão!

  2. Que legaaalll! Adorei!
    Partes que mais gostei… passe para museus e lugares para subir! Principalmente esse balão estacionário XD
    Quando eu voouuu??? 😉

  3. Adorei o post, Laís! Ele me ajudou muito! Graças às dicas, consegui subir no Reichstag, visitar museus e andar pela cidade gastando bem pouco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s