Andando com carrinhos de bebê pela Alemanha

Uma coisa que eu notei aqui na Alemanha já desde o começo é o alto número de carrinhos de bebê.

Parece uma coisa meio absurda de imaginar – que aqui vc veria mais carrinhos de bebê que no Brasil – uma vez que aqui a taxa de natalidade é bem menor, né.

Mas bom, além do fato de eu morar não apenas na cidade alemã com a maior taxa de natalidade como também no bairro de cidade alemã com a maior taxa de natalidade do país, tem outra coisa: aqui as pessoas andam com carrinho de bebê pra todo lado. Na calçada, no ônibus, no trem, dentro das lojas e restaurantes… nenhum lugar é apertado demais pra entrar o carrinho de bebê e ninguém nunca vai reclamar de você tentar enfiar um carrinho de bebê em algum lugar que não tem espaço. É totalmente normal entrar por exemplo em restaurantes – mesmo que bem pequenos – e deixar o carrinho de bebê do lado da sua mesa – até quando ele tá totalmente atrapalhando a passagem e dificultando o uso da mesa do lado. E, de verdade: ninguém jamais vai reclamar.

Aqui um exemplo bem leve de carrinhos de bebê em pequenos cafés. Leve porque esse carrinho é até que bem pequeno e o café nem tanto. Já vi carrinhos bem mais espaçosos em cafés bem mais apertados.

2015-10-30 16.36.15

E se você só vai entrar rapidinho na loja, por exemplo na padaria comprar um pãozinho, é comum também deixar o carrinho na porta e entrar só com o nenê, mesmo.

2015-10-31 13.27.02

Eu ficaria com medo de roubarem o carrinho, mas…

E em trams, trens e ônibus, estar com carrinho de bebê não é nenhum impedimento. Mesmo nas horas de pico quando o tram (aqui em Dresden o principal meio de transporte público são os trams, também conhecidos como VLT) está lotado, se vc entrar com um carrinho as pessoas vão dar um jeito de abrir espaço para você. Tem sempre um espaço destinado a carrinhos de bebê, cadeiras de roda ou bicicletas, e suficiente espaço para caber mais de um desses ao mesmo tempo. Ninguém faz cara de “afe, que saco” quando tem que abrir espaço pra alguém tentando entrar ou sair do tram com um carrinho de bebê.

E claro, você também vê muitos pais e mães passeando com seus nenês em carrinhos pelas calçadas. Não consigo imaginar isso nas ruas super inclinadas com degraus nas calçadas de São Paulo, mas nas cidades relativamente planas da Alemanha isso não é problema.

carrinho4 carrinho5

Certamente por toda essa facilidade e boa aceitação das pessoas em volta que seja tão comum ver carrinhos de bebês por aqui e não tão comum no Brasil. Depois de vir pra cá comecei a me perguntar como as pessoas fazem com seus nenês em São Paulo ou outra grande cidade brasileira. Absolutamente impensável entrar com um carrinho de nenê num ônibus ou mesmo no metrô em horários mais cheios. Calçadas com degrau são quase a regra e impossibilitam totalmente andar com o carrinho por aí. Sério, quem não tem carro, como faz? Tem que carregar o bebê toda hora? Não deve ser fácil…

O que me lembra outra coisa que eu “estranhei” por aqui no começo: crianças já mais velhas no carrinho. Não sou muito boa com idade de criança, já que não tenho filhos nem tive irmãos mais novos, mas sempre me pareceu que o carrinho era só pra antes da criança aprender a andar, e que, uma vez andando, que ande. Comentando isso com uma amiga, ela respondeu que é muuuuuito mais prático o carrinho, porque criança pequena anda muito devagar e cansa rápido, né. Faz todo o sentido, claro. E se vc pode entrar com o carrinho em qualquer lugar e andar com ele por qualquer lugar, por que não?

E já que estamos falando de nenês e locais públicos, vale a pena falar também rapidinho sobre amamentação pra terminar o assunto: por aqui é totalmente normal e aceitável amamentar em público, em absolutamente qualquer situação. Ninguém acha isso estranho, ninguém nem olha duas vezes pra uma mãe amamentando de boas seu nenê.

Como falei, não tenho filhos e portanto não tenho experiência com as dificuldades de quando se tem uma criança pequena. Mas pelo que observei, parece mesmo mais fácil ser pai e mãe de nenês por aqui!

E se você quiser saber outras maneiras que os alemães carregam suas crianças pela cidade sem carro, dá uma lida nesse post aqui!


(Publicado em 5 de Novembro de 2015)

 

Anúncios

2 comentários

  1. Oi Lais,

    Tudo bem com vc?

    Pela segunda vez, estou vivenciando a maravilha de ser mãe, novamente na Alemanha.
    E sim, esse e o pais perfeito na questão infraestrutura para educar os nossos filhotes 😀

    Seu blog aborda e confirma temas e percepções interessantes a respeito da Alemanha, obrigada por compartilhar!

    Lg aus Allgau,
    Mari

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s