Encontros de família

Estou passando uns dias no Brasil e redescobrindo várias coisas que eu tinha esquecido que eram assim aqui (no Brasil). Você acostuma com a coisa do outro jeito e esquece que era daquele jeito.

Uma dessas coisas são almoços de família. Aqueles almoços com TODA a família, os tios, primos, sobrinhos, a vó da prima de segundo grau, o filho do irmão do tio-avô, aqueles almoços em que não tem uma única pessoa presente que conhece absolutamente todos os outros. Esses na Alemanha eu nunca vi. Claro, minha experiência com famílias alemãs se resume à família do meu namorado, talvez em outras famílias seja diferente (duvido).

Na Alemanha não é muito comum fazer um almoço e chamar tanta gente. Almoços/jantares de família normalmente incluem só a família direta, mesmo, pais e filhos e quando muito os casais dos filhos. Mesmo no Natal – que pra gente é um evento sempre com muitas pessoas – lá eles costumam comemorar só com a família direta, talvez uma avó.

E aí você pergunta, mas quando então se encontram as famílias alemãs? Uma vez que você tem filhos você nunca mais encontra os seus irmãos?

Eu também me pergunto isso. Mas pela minha experiência, esses grandes encontros familiares existem em menor número – talvez um por ano – e em eventos mais especiais, o casamento de alguém, o aniversário de 60 anos do tio (pros alemães os aniversários de anos redondos (40, 50, 60, 70..) costumam ser motivo para grandes festas), o de 90 anos da avó. Nessas ocasiões é comum organizar festas mesmo, em algum lugar como uma sala reservada de um restaurante, coisa assim. Aí chama-se todos os tios, primos, sobrinhos e amigos.

E também é diferente o que acontece nesses encontros familiares. Por exemplo. Aqui no Brasil, num almoço informal assim, as pessoas não esperam todas as outras antes de começar a comer ou beber. Normalmente você senta, pega a sua comida e começa a comer, ainda que nem todos os outros já estejam sentados também. Na Alemanha, se você está sentado numa mesa com outras pessoas, vc sempre espera todos os outros estarem sentados com suas comidas nos pratos para dizer “Guten Apetit” e começar a comer juntos. E sempre, seeeeeeeeempre as pessoas só começam a beber depois de brindar.

Outra diferença é que no Brasil me parece que a televisão ainda é um elemento importante desses eventos. Depois de almoçar, se for domingo, uma parte das pessoas senta na frente da TV pra ver o jogo, ou então pra ficar assistindo Faustão ou uma bobeira qualquer e conversando ao mesmo tempo. Lá a TV fica desligada. Mas, claro, são eventos diferentes. Na Alemanha, um evento familiar na casa de alguém, como falei, não teria tanta gente, então é factível ficarem todos numa mesa conversando, ou começarem todos a comer ao mesmo tempo. No Brasil, como são muitas pessoas, elas acabam se dividindo em grupos menores depois do almoço, uns na frente da TV, outros na mesa de jantar do lado das sobremesas, etc.

Ah, e enquanto no Brasil é bem comum que esses eventos sejam almoços, a tarde, na Alemanha um evento que juntasse todo mundo como um aniversário importante ou casamento é, na maior parte das vezes, uma janta, a noite.

No geral me parece que no Brasil as famílias são mais unidas, se encontram com mais freqüência, e tal. Mas também, é mais comum que todos morem na mesma cidade, enquanto na Alemanha me parece que a maioria das famílias estão espalhadas em diferentes cidades do país. Tanto é que é relativamente comum (segundo meu namorado) para os alemães se referirem aos seus avós com o nome da cidade onde moram, tipo a Oma (avó) Düsseldorf e a Oma Frankfurt! 

Então resumindo: se você for a um encontro de família na Alemanha, saiba que você provavelmente não deveria estar lá! Ok, ok, se te convidaram, tudo bem. Mas não esqueça de esperar e brindar antes de começar a beber e comer, porque isso é sério e eu sempre faço papelão!


(Publicado em 12 de março de 2015)

Anúncios

2 comentários

  1. Muito bom seu blog, sua forma de escrever o cotidiano alemão. Neste caso específico, sobre as reuniões familiares, sou muuuito mais as reuniões ao estilo brasileiro. Família, afinal, IMHO, é um bem extremamente importante, e esse valor se dá no convívio sadio, camarada, cotidiano, e pacífico.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s