Religião na Alemanha

Religião é um tema curioso na Alemanha. A população é bem dividida em três partes: Não-religiosos (34%), Católicos (29,9%) e protestantes (29,8%), de acordo com estimativas de 2014. Essa separação entre as duas vertentes da religião cristã se vê com clareza entre os estados – alguns com maioria protestante, outros com maioria católica. Os estados católicos têm alguns feriados religiosos diferentes dos estados protestantes, por exemplo, além de alguns costumes e tradições que também se dividem entre a parte católica e a parte protestante.

Eu talvez não seja assim a pessoa mais indicada para discutir religião dado minha incorrigível irreligiosidade (caio nos 34% de ateus e agnósticos), mas de estatística e história entendo um pouco. Na Alemanha tem uma alta presença de protestantes basicamente porque é daqui que veio o Martinho Lutero – pai do protestantismo -, mais especificamente da cidade de Eisleben, na Saxônia-Anhalt, que fica na parte da Alemanha que foi a Alemanha Oriental. Então eram mais os estados da Alemanha Oriental que eram protestantes, e os do Oeste e Sul da Alemanha, católicos.

Só que com o final da Segunda Guerra Mundial e conseqüente separação da Alemanha em duas, a Alemanha Oriental passou a ser regida pelo regime socialista. E como socialismo e igreja não são super melhores amigos, durante os anos de Alemanha Oriental a população daquele lado (ou melhor, desse lado, já que estou na Saxônia) foi gradualmente ficando menos e menos religiosa. E desde a reunificação das duas Alemanhas, ambas as religiões estão perdendo fiéis enquanto o número de pessoas que não são afiliadas a nenhuma religião continua crescendo.

O resultado é que hoje a região que era antes a Alemanha Oriental é a região menos religiosa do mundo.

Um mapa para ilustrar melhor:Konfessionen-in-Deutschland(Bowzer – Wikipedia)

Como fica claro nesse mapa, são exatamente os estados da Alemanha Oriental que tem hoje maioria de pessoas que não seguem nenhuma religião.

No geral a Alemanha é bem de boa com religião. Embora o partido do governo chame-se União democrática cristã, religião quase não entra na política. Radicais religiosos querendo criar leis impondo suas morais e visão de mundo pro resto do país são minoria, se é que existem. Nas questões políticas mais polêmicas que costumam ser fortemente influenciadas pela igreja, a Alemanha é parcialmente progressista. O aborto, por exemplo, é legalizado, e já é discussão do passado. Mas por outro lado o casamento gay ainda não foi legalizado. A alternativa da União Estável já é possível para pessoas do mesmo sexo desde 2001, e segundo pesquisas desse ano, 74% dos alemães são a favor da legalização do casamento gay, também. Então é muito provavelmente só uma questão de tempo.

Em termos de religião, o que na Alemanha é bem esquisito e diferente, é que se você for afiliado a uma das igrejas maiores (basicamente se vc for protestante ou católico), a receita federal recolhe o dízimo junto com o Imposto de Renda!

*momento para exclamações*

Sim, você leu certo. Se vc faz parte de uma igreja, aqui, vc é obrigado a pagar o dízimo, junto com o seu IR. Se não me engano, o valor varia entre 8 e 9% do imposto. Quer dizer, se vc paga, sei lá, 1000 euros de IR, daí tem que pagar mais 90 euros para a sua respectiva igreja. Não é tanto, 9% do imposto, mas de pouquinho em pouquinho, não é por acaso que a igreja católica alemã é a maior contribuinte dos cofres do vaticano! (Ouvi dizer, não tenho fontes confiáveis)

Mas a Alemanha não é o único país a recolher dízimo no IR, alguns outros países na Europa também o fazem.

Basicamente até agora eu só falei de católicos, protestantes e ateus. Mas e os outros? Da população que não é nem católica, nem protestante, nem não-religiosa (aproximadamente 10%), os alemães se dividem principalmente entre muçulmanos, judeus, budistas, hindus e outras vertentes do cristianismo (sendo cristãos ortodoxos os mais comuns). A maioria dessas outras religiões são praticadas por imigrantes ou alemães de origens não-alemãs. Muçulmanos são os mais comuns, somando entre 2,6 a 5% da população total. E quando se trata de muçulmanos, infelizmente a Alemanha já não é mais tão de boa. Os muçulmanos sofrem fortes preconceitos pelo resto da população. Não é ainda tão sério como na França, que proíbe burqas, nem como na Suiça, que foi ainda mais longe e proibiu a construção de minaretes (a torre das mesquitas de onde o muaddin chama o povo para as orações, o correspondente islâmico das torres de sinos de igrejas cristãs). Só que sendo minoria, aparecem sempre controvérsias e casos polêmicos, como as decisões recentes de cortes alemãs de que escolas podem obrigar alunas muçulmanas a participarem das aulas de natação, e de que professoras muçulmanas de escolas públicas não podem usar o véu dentro da escola. A Alemanha ainda tem a evoluir em respeito a liberdades religiosas e em se entender com a comunidade muçulmana do país.

Para finalizar, mais três mapas da Alemanha (com dados censitários de 2011) mostrando a porcentagem respectivamente de católicos, protestantes, e não-religiosos por municipalidade alemã:

Católicos
(Michael Sander – Wikipedia)

Protestantes
(Michael Sander – Wikipedia)

 

Sem religião (Michael Sander – Wikipedia)


(Publicado em 6 de Janeiro de 2014, dados atualizados em 07 de Setembro de 2016)

(Já visitou nossa página no facebook? Clique no logo em cima do calendário, ali na coluna da direita!)

Anúncios

24 comentários

  1. Meu namorado descende de alemães e temos curiosidade de um dia visitar esse país. Gostamos muito de discutir e estudar Geopolítica e História de vários povos…. surgiu essa questão de qual seria a religião predominante hoje na Alemanha, fizemos nossas apostas e fui pesquisar, achando esse blog. Nenhum de nós acertou….rsrsrs
    Realmente, a questão religiosa na Alemanha atual é um fato muito curioso!

  2. Sou aluna de mestrado. No grupo de pesquisa nos deparamos com dificuldades de conhecer a história da Alemanha no séculos XVIII e XIX, ou seja, antes da unificação. Estamos estudando Karl Marx e ele embora tenha sido exilado, vivia preocupado com a Alemanha e muitos acontecimentos da época em que ele esteve vivo são complicados de entender. Então pesquiso tudo sobre Alemanha

    1. Bom dia. O que mais me deixa espantado, são as inúmeras vertentes sobre religião, ninguém, nesse mundo, tem uma afirmação, opinião final sobre ela. Apesar de que, a maioria, sempre tem um único objetivo: DEUS.

  3. Como o Raul, acima, também assisti o filme sobre Lutero e fiquei intrigado para ver os desdobramentos de suas idéias na sociedade alemã atual. Tenho estudado muito sobre religiões e me interessa personagens históricas fortes. Parabéns pelo post, simples, conciso e bem esclarecedor.

  4. Sou católico praticante e acostumado com a abundância do catolicismo no Brasil. Pensando em viver na Alemanha, é bom saber em quais regiões focar para facilitar a adaptação e manutenção dos hábitos religiosos.

  5. Li tudo no tocante a religião na Alemanha,que você disse acima ,mas eu gostaria de saber uma coisa: As religiões judaicas e israelitas que guardam ou santifica como quer,existem na Alemanha ?

  6. A curiosidade veio para saber se tinha uma relação direta entre católicos e protestantes na divisão das duas alemanhas e se tinha relação na “riquesa” da Alemanha com alguma religião específica.

  7. Busquei sobre religião, pq na mídia ouvimos falar mais dos e.u.a e outros países como japao ,China, Inglaterra, mas sobre a Alemanha e mais difícil, e como nunca fui na Alemanha não sei nada sobre ela,,,
    Valeu,,,,

  8. Olá . Sou Eduardo Miguel , e faço parte do grupo de missões na igreja ass. de Deus min. do belém no bairro colinas de São José em Itapevi sp.
    Gostei muito do vosso estudo , me ajudou muito ; obg ! e que Deus te abénçoi …

  9. Vivo em Inglaterra. E na nossa Igreja catolica, uma vez alguem falou que nos temos sorte. Porque se os alemaes nao pagarem o dizimo nao podem comungar, confessar etc, nem podem entrar no caso de algumas igrejas. Ora eu tava feita na Alemanha.
    Pk so dou o que posso, quando posso. As vezes mesmo nada e outras bastante mais que o dizimo.
    Por isso achei interessante vir aqui ler.

  10. Estou Estudando os países desenvolvidos e suas práticas, quero saber e achar temas q estamos discutindo n Brasil e saber como foram praticados por la. Tb tive curiosidade d saber qual era a religião n tempo d hitler, por causa das maldades praticadas c judeus.

  11. Quero saber se lá é um país que tem muito Cristão por que eu tenho repúdia a essa religião. Estou indo embora para o País com a menor porcentagem deles. Pesquisei no Google apareceu o Seu blog. Espero ter ajudado.

  12. Cheguei aqui no blog por causa da amamentação em Berlim, pois queria saber se ia ser julgada por amamentar no meio da rua sem paninho pra me esconder.
    Vim ler sobre religiões pq sou protestante e na próxima viagem quero visitar uma igreja num momento de celebração e não só para ver a arquitetura/arte. Também queria saber se é tranquilo conversar sobre religião com alemães ou se eles já reviram os olhos, de saco cheio como aqui no Brasil – onde já há uma repulsa de muita gente com o estereótipo cristão de alguém que quer te converter.

  13. O motivo que visitei esse site é um alemão virá daqui uns dias na empresa onde trabalho e apenas surgiu a curiosidade de saber um pouco como funciona a religião lá. Tudo em prol de caso surgir uma oportunidade de conversar sobre esse assunto…

  14. Tenho lido sobre como, de maneira geral, a população de países desenvolvidos da Europa se comportam internamente em relação ao tema religião. Por isso acabei lendo este post. Estou refletindo sobre o tema dado o grande efeito que ele tem tido sobre a população brasileira atualmente, e infelizmente, de maneira negativa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s