1˚ de Maio

Hoje é 1˚ de Maio, e, como no Brasil e provavelmente no mundo inteiro, é feriado de dia do trabalho. Ou, em alemão, Tag der Arbeit. E, como qualquer bom dia do trabalho, tem lá suas manifestações, passeatas, etc.

Mas além do dia do trabalho, essa data tem também alguns outros significados e tradições na Alemanha, relacionadas com a primavera.

A primeira é a tradição de  “entrar em Maio dançando”. Basicamente significa que na virada de 30 de Abril para 1˚ de Maio você passa dançando. Vai numa balada e fica dançando a noite inteira, e tal, para comemorar a chegada da primavera. Mas na Bavária a coisa vai um pouco mais longe. A tradição é ter uma árvore de maio: Você corta uma bétula e tira todos os galhos, deixando só o topo da copa. Ela é então decorada com uma coisa redonda, tipo uma guirlanda, com fitas coloridas. Como não deu para entender nada, vai aí uma fotinha:

Então, preparada a árvore, você dança em volta dela na entrada de Maio.

É também tradição tentar roubar as árvores de maio de outras cidades. Quer dizer, cada cidade tem a sua, e elas tentam roubar as árvores umas das outras.

A segunda tradição desse dia também inclui uma árvore de maio com fitas coloridas. O costume é que os rapazes cortam uma dessas bétulas (são umas árvores com troncos brancos), decoram com fitas coloridas, e colocam, durante a noite, na frente da janela de sua amada.

Além disso, se vc não gosta da pessoa, ao invés da Bétula com fitas coloridas, segundo a tradição você coloca na frente da janela um pinheiro. Mais felizmente ninguém é assim tão cruel e essa parte da tradição é deixada de lado.

A árvore seria deixada na frente da janela da tal amada por um mês, até dia primeiro de Julho, quando, ao buscar de volta a árvore com fitas, o rapaz receberia da mãe da amada um bolo, do pai da amada uma caixa de cerveja, e, da amada, um beijo. (mas só se ela gostar dele também, claro).

Isso é comum não na Alemanha inteira, mas em partes da Alemanha Ocidental, como na Rheinland (a área ao longo do rio Reno), acontece bastante. (Lembre-se que, no caso da sua amada ter uma irmã, é recomendado colocar o nome da moça na árvore, para não gerar confusões.)

Eu sei. Você, pessoa que, como eu, atenta para a igualdade de gêneros, está agora se indignando com essas tradições machistas onde a iniciativa tem que sempre vir do homem. Mas a tradição é machista só em 75% do tempo! Ahá! Em anos bissextos, são as moças que deixam árvores nas janelas dos seus amados. E homens casados deixam árvores nas janelas de suas esposas, também nos anos bissextos. (aparentemente, uma vez casado, as demonstrações de amor podem ocorrer com freqüência 4 vezes menor).

Mas certamente deve ser bem simpático acordar no primeiro de maio com uma árvore com fitas coloridas na sua janela! (só funciona porque na Alemanha não tem prédios de apartamentos com 30 andares, claro).


(Publicado em 1˚ de Maio de 2013)

Anúncios

3 comentários

  1. Coitadas das árvores! hahah
    Mas que costume estranho xDDD
    *vindo de uma pessoa de um país em que as pessoas dançam semi-nuas no carnaval*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s