Pedalando na Alemanha – Parte 1: Onde e pra quem?

Há tempos estou planejando um post sobre bicicletas por aqui (ok “tempos” é um certo exagero já que o blog existe faz um mês e pouco) mas tem tanta coisa para falar sobre bicicletas que fica difícil escrever um texto que englobe tudo.

Mas para comemorar a recente aquisição na minha nova super fofa bike Diamant Topas Damen vermelha, começo hoje com um post sobre bikes, a primeira de três ou quatro partes.

Então, como o título sugere, a parte 1 será sobre onde pedalar e quem pedala.

IMG_4409

IMG_0482

O vô e a vó também vão de bike

Todos os alemães tem uma bike. Da vovó mais velhinha até o criança mais novinha, do entregador de pizza até o(a) diretor(a) geral da BMW, eu diria que 100% dos alemães que já aprenderam a andar têm uma bike. Na dúvida até duas. Logo, fazer as coisas de bike é a coisa mais normal do mundo. A bicicleta é o principal meio de transporte de estudantes, principalmente nas cidades pequenas com grandes universidades.

IMG_0740

Estudante em cidade pequena com grande universidade indo para a aula de bike. (atenção: legendas das fotos do blog podem incluir especulações)

Ok, tô na Alemanha, tenho uma bike. Onde andar? Na calçada? Na rua? Na guia? Tem ciclovia?

A maioria das cidades têm ciclovias pelo menos ao longo das grandes avenidas com maior movimento. Andando na ciclovia, você é como um carro numa faixa mais estreita. Significa que, por exemplo, se vc quer ir em frente e um carro atrás de você quer fazer uma conversão para a direita, ele vai esperar calmamente você seguir antes de virar. Em casos onde tem uma faixa para conversão, a ciclovia segue em frente no lado esquerdo da faixa para conversão. Em cruzamentos complicados, onde tem ciclovia, vai tranquilo que você pode fazer todas as conversões que os carros também podem. Se não tem ciclovia, você é um carro que fica sempre na faixa da direita.

E vai pedalando calmamente no seu ritmo, sem desespero, que ninguém vai buzinar loucamente achando que a rua lhe pertence.

ciclovia 3

ciclovia 4

Total madness!

Na foto acima, diversos cruzamentos e conversões possíveis e a sua complicada mistura de faixas para carros com ciclovias!

As ciclovias nem sempre estão nas ruas, claro, às vezes estão nas calçadas. Na sua maioria, são identificadas pela cor vermelha (especialmente se estiver na calçada), mas pode ser também indicada por essa linha branca tracejada com espaços pequenos como na foto acima.

Quando tem ciclovia, tem atê semáforo pra bike:

IMG_3211

Como nos semáforos para carro daqui, o amarelo acende também antes do verde, não só antes do vermelho, para avisar pra você ir se  preparando que já vai dar verde. (normalmente entre o vermelho e o verde o amarelo acende bem rapidinho, tipo 2 segundos). O branco em cima do vermelho tem em semáforos de pedestre também, e é para indicar que alguém já apertou o botão para atravessar e daqui a pouco vem o sinal, espera aí de boa. O botão para atravessar, também para bikes, e  o farol branco não estão presentes em todos os semáforos para bikes, mas só nos ao longo de ciclovias que estejam em calçadas, e portanto você-bike terá que atravessar a rua como pedestre e não como carro, daí o botão.

Bom, então nas avenidas maiores tem ciclovia, normalmente uma de cada lado da rua para cada sentido. E nas ruas mais estreitas, onde não cabe ciclovia, devo ir pelo leito carroçável, e não pela calçada, beleza. Mas e se a rua for mão-única? Posso ir de bike?

Depende. Regra geral, você vai de bike no mesmo sentido dos carros, sempre. A exceção é quando são ruas muito pequenas no meio do bairro onde o tráfego de bicicletas é alto. Normalmente nessas ruas você pode ir de bike também na contra-mão. Você vai saber que pode quando vir essa placa aqui:

IMG_3377

A placa redonda vermelha com o traço branco indica que vc não pode entrar de carro nessa rua porque é contra-mão. A plaquinha embaixo, branca com a bicicletinha e a palavra “frei” ou “livre”, indica que o tráfego é livre para bikes em ambos os sentidos.

IMG_3376

Note que nesse exemplo a rua é não apenas mão única, mas tem realmente só uma faixa. Não dá nem para ultrapassar o caminhão de lixo. Fica meio apertadinho para encaixar uma bike + um carro em sentidos diferentes, mas não se preocupe, os carros, vendo você vir no sentido oposto, vão diminuir a velocidade e quase parar na hora de passar do seu lado para evitar acidentes. No caso de você estar descendo a rua de bike no mesmo sentido dos carros, os carros atrás de você não vão tentar te ultrapassar até ter suficiente espaço para uma ultrapassagem segura. Enquanto não tiver, eles vão calmamente dirigindo atrás de você sem stress.

Ao invés da plaquinha com a palavra frei, às vezes aparecem também plaquinhas de bike com flechinhas pra cima e pra baixo, que significa a mesma coisa, que o tráfego de bikes é permitido em ambos os sentidos.

IMG_1820

Na verdade, a diferença aqui é que, nesse caso, a placa “Einbahnstraße” indica que é uma rua de mão-única (e você pode entrar nela, porque você está no sentido certo), e a plaquinha extra da bicicleta para te avisar que, apesar de ser mão-única, tem tráfego de bicicletas nos dois sentidos, então preste atenção ao entrar na rua. A plaquinha de antes estava indicando que, embora carros não possam entrar naquela rua por ser contra-mão, bicicletas podem porque o tráfego é liberado. Então a placa com as flechinhas é também para avisar os carros que terão bikes vindo no sentido contrário.

Tá, então, mas é que eu sou mó desequilibrado e acabei de aprender a andar de bike e morro de medo de andar na rua… posso andar na calçada?

Quando tiver ciclovia, não. Os pedestres ficarão bravos com você. Se não tiver ciclovia, a princípio o certo é você andar na rua, mas não é o fim do mundo andar na calçada. Desde que você vá devagar e com cuidado para não atropelar ninguém, não tem tanto problema. Inclusive é bem comum andar na calçada quando é uma mãe ou pai na sua bike junto com a criança pequena na bicicletinha de criança. As crianças vão sempre andar pela calçada, claro.

Para proteger a identidade desta criança desconhecida, adicionei uns óculos-escuros-photoshop

Para proteger a identidade desta criança desconhecida, adicionei uns óculos-escuros-photoshop

E numa rua de pedestres? Tipo um calçadão, e tal? Pode andar de bike?

Na grande maior parte das vezes, pode. Você saberá que pode, novamente, pela plaquinha “Frei.” como nesse exemplo:

IMG_1821

A placa azul da mamãe (ou papai escocês) com a criança indica que o local é exclusivamente para pedestres. A plaquinha embaixo com a bike, e novamente a palavra “frei”, indica que você pode também ir de bike. Mas na calçada ou rua de pedestres aposente a buzininha da bike que a prioridade é da mamãe (ou papai escocês) com a criança. Vá devagar, parando, desviando, e com cuidado.

IMG_4328

Ciclistas em rua de pedestres desviando com segurança e cuidado de velhinhos que andam devagar.

Ok, chega por ora! No próximo post sobre bikes, você descobrirá Quando andar de bike e Onde estacionar sua bike!

Mas antes disso vem um post sobre 1˚ de Maio e tradições do dia!


(Publicado em 29 de Abril de 2013)

Anúncios

11 comentários

  1. Uau! Trânsito de bikes super complexo, mas organizado! Muito legal!
    Ainda preciso aprender a andar ;P
    A melhor parte é a educação e paciência de motoristas com ciclistas 😉

    1. É, eu meio que pensei em você quando escrevi “Tá, então, mas é que eu sou mó desequilibrado e acabei de aprender a andar de bike e morro de medo de andar na rua… posso andar na calçada?”! xD

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s