Cadê minha casa?

Quem nunca morou fora do país talvez nunca tenha percebido que no Brasil a gente tem o sistema mais sagaz ever de numeração de edifícios. Esse é o tipo de coisa que em cada país é diferentes, e a gente nunca ouve falar sobre como é em outros países uma vez que não é um assunto importante a não ser que você more lá, e obviamente se você mora no local você sabe como funciona.

Mas no Brasil isso funciona brilhantemente. O número da casa ou prédio é a distância da mesma até o início da rua. Apartamentos em prédios são numerados por andar. Tudo faz sentido.

Na Alemanha, não. Quer dizer, faz sentido, mas bem menos.

Pra começar, os edifícios são numerados sequencialmente. Pelo menos aqui em Dresden, um lado da rua tem numeração ímpar, e do outro lado, par. Mas já me disseram que em Berlim algumas ruas tinham numeração sequencial que começava de um lado, 1, 2, 3, 4, ia até o final da rua, e daí voltava do outro lado na direção oposta. Ou seja, vc teria de um lado da rua o número 1, e, do outro, digamos, o número 139.

Tá, até aí não é tão mal. Você não sabe quanto você vai ter que andar para chegar de onde você está até o número x, mas pelo menos você sabe em que direção andar (desde que você não esteja em Berlim).

Mas para encontrar um determinado apartamento num edifício a coisa complica. Seu endereço diz somente “Rua Tal, número X”. Apartamentos não têm números! Na porta do prédio tem o interfone, e para cada apartamento, a pessoa que mora lá põe o seu sobrenome na frente do botão. Se você estiver visitando alguém que more numa república com outros 4 ou 5 estudantes, pode ficar complicado achar o sobrenome do seu amigo escrito minúsculo junto com outros 4 sobrenomes num papelzinho de 2x5cm… Mas tudo bem, consegui interfonar e a pessoa apertou o botão para abrir a porta para mim. Mas como eu faço para achar a porta do apartamento no prédio? Se a pessoa esqueceu de te avisar, você vai ter que ir subindo de andar em andar e ler o nome do morador na frente de cada porta até achar seu amigo!

Bom, pelo menos os prédios têm bem menos andares e apartamentos…


(Publicado em 14 de Março de 2013)

Anúncios

8 comentários

  1. Nossa, que coisa esquisita…
    Mas só pra constar… aqui em SP, pelo menos no Grajaú, não existe lógica nenhuma na numeração das casas… juro que nunca vi lugar mais bagunçado.. não existe lado par, nem ímpar.. não existe ordem crescente ou decrescente de números.. e ainda existem casas com mesma numeração, diferenciadas por letras aleatórias, tipo 43-A e 43-G, sei lá pq…
    Eu hein… o.o

  2. Esse negócio de não ter número no apartamento é terrível mesmo. E o carteiro, se não encontra o nome da pessoa? Tem que ficar gritando o nome do fulano?

  3. Se seu nome não está na caixa de correio, o carteiro não tem como saber que vc mora lá… a carta volta! Inclusive, quando vc se muda pruma casa nova (vc tem que registrar na prefeitura onde está morando, né), o correio te manda uma carta pedindo para vc colocar seu nome no interfone e na caixa de correio o quanto antes e até já te mandam uns papeizinhos do tamanho padrão com seu sobrenome impresso!

    1. E como o correio manda essa primeira carta se seu nome não está lá ainda? Se eu quiser fazer minha plaquinha em Comic Sans não posso? hehe

      1. HAHAHAHAHHAH BOA PERGUNTA!!! Quando recebemos essa carta, o nosso nome já estava lá! Mas acho que é comum você colocar seu nome lá toscão escrito de BIC e colado com durex quando vc muda, e só fazer um papelzinho decente anos depois.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s